segunda-feira, março 22, 2010


"(...)A religião deve ser declarada um assunto privado — com estas palavras exprime-se habitualmente a atitude dos socialistas em relação à religião. Mas é preciso definir com precisão o significado destas palavras para que elas não possam causar nenhum mal-entendido. Exigimos que a religião seja um assunto privado em relação ao Estado, mas não podemos de modo nenhum considerar a religião um assunto privado em relação ao nosso próprio partido. O Estado não deve ter nada a ver com a religião, as sociedades religiosas não devem estar ligadas ao poder de Estado. Cada um deve ser absolutamente livre de professar qualquer religião que queira ou de não aceitar nenhuma religião, isto é, de ser ateu, coisa que todo o socialista geralmente é. São absolutamente inadmissíveis quaisquer diferenças entre os cidadãos quanto aos seus direitos de acordo com as crenças religiosas. (...)"

Lenine - 1905

2 comentários:

filipe disse...

Num tempo de tão despudorada manipulação das crenças religiosas pelas várias igrejas - nomeadamente a imoral e criminosa actuação do Vaticano, acobertando e apoiando a ofensiva do imperialismo contra os povos - esta citação de Lénine contém inteira actualidade.
Abraço.

CRN disse...

Sempre actual!