domingo, dezembro 23, 2012

Até para o ano!

Vamos lá então fazer o ano mais novo que pudermos.

sábado, dezembro 08, 2012

segunda-feira, novembro 26, 2012

sexta-feira, novembro 23, 2012

Os Mafiosos de Madrid

Não é difícil, na música, divagar de tal forma que nos assalte a figura dos neo-kamikaze (terroristas de Estado). De aqui para frente os esbirros, esta é uma espécie que serve de moeda para pagar à opinião pública os erros da administração/governo da comunidade de Madrid, no seu nepotismo mais amarelo, torrado, derivando com demasiada reiteração na morte de diferentes vizinhos desta terra. Os esbirros, depois de corridos das suas actuais funções devído à dissnonância que sofre a justiça, são mais tarde, ou mais cedo, mais cedo que tarde, colocados noutros lugares que, não limpando a baba hedonista, lhes assegura afirmar a mediocridade como ciência.
Que poderosa máfia aquela de algumas funerárias.

quinta-feira, novembro 22, 2012

terça-feira, novembro 06, 2012

Com vistas ao mar


As áreas do cérebro que se activam quando interagimos são as mesmas que brilham quando realizamos qualquer actividade prazenteira. Porquê?

Dependendo das janelas temporais anteriormente aproveitadas, o Homem distancia-se do macaco, com quem nos afirmam tão próximos, enquanto continua o crescimento da sua massa cerebral ficando-se o amigo pelas quatrocentas gramas, em média, cinquenta mais que o peso que ambas espécies trazem à nascença.

A construção da mente, a semântica cognitiva individual, são tão dispares quanto humanos somos, ainda que, não sendo a alteração de factores senão os processos em cada etapa do fluxo do pensamento que merecem ser olhados com vontade, sem amparar mas antes: despertando.

 

(digo eu...)

sábado, outubro 20, 2012

Claro..

"5. O regime de liberdade que o PCP preconiza implica não apenas o respeito e garantia pelo Estado e outras entidades de exercício da liberdade política de cada cidadão, mas também a garantia dos direitos e liberdades de participação política e social, dos direitos económicos, sociais e culturais dos trabalhadores e suas organizações e de outras estructuras e camadas sociais.
A plena afirmação e integral respeito pelas liberdades e direitos fundamentais não é separável da realização dos restantes aspectos da democracia política e da progressiva concretização da democracia económica, social e cultural."

(Projecto de alterações ao programa do PCP)

terça-feira, setembro 25, 2012

lá fora


O tempo é lento para nós

Crescemos arrastando o corpo desfalecente

Todas as noites, toda a noite

Até ao pequeno-almoço

 

Rápido demais, o tempo lá fora

Para os chacais

Abutres

 
E outras formas de opressão

Mitchourine

quinta-feira, setembro 13, 2012

€ .65

A manelinha dos abanadores a tentar balizar, com um discurso castrador ou de castrado, a pluralidade na forma do povo se manifestar que necessária é até para que um louco arrote de boca fechada. O famigerado pinguim lusitano, funcionando quase como aquelas caixinhas que encontramos nos palcos de alguns teatros.

Tomando um café, um café, escuto, com alguma ajuda do ar quente que saía de detrás do armário da vitríne, uma feroz crítica à piscina municipal a inagurar no Raposo ou pelas imediações. Uma voz, femenina, de alguém que aufere um ordenado que não supera seguramente os seiscentos euros, que não pode levar os filhos a uma escola de natação, a um clube, os seus maiores à fisioterapia... sessenta e cinco cêntimos.

Que Festa tão linda. 

terça-feira, agosto 28, 2012

A parcela(zinha)


Quarta-feira lá estou… provavelmente, ainda não sei.

Não sei, não sei, não sei, tenho esse direito!

-e.. (?)

Não sei.

 

-está tudo bem?

Eh pá, é difícil, muito complicado.

...

 

-O quê?

A vida. Só nos entalam.

 

-Quem?

O Estado, esta gente...

 

-O governo!?

Ou isso. é a mesma merda.

 

 

-Então e tu?

Eu nem digo nada, não vale a pena.


Mitchourine

sexta-feira, agosto 17, 2012

Hoy!

Isto de se tentar defender, defender, revela-se curioso em toda a parte. Depois de que por discordar de uma extorsão por abuso de poder e imposição por puro fascísmo, aqui, no Escorial, coloquei uma carta na caixinha de cada vizinho na qual, entre outras, mas depois e de maneira isolada, reclamava "NO AL FASCISMO!".
Hoje, depois de ouvir algumas canções, também alguma antifascista, foi a primeira vez que vi os dentes à vizinhança.

Isto de morrer em modo cebola
Amarelada
seca
po(db)re...

Hola!

quarta-feira, agosto 15, 2012

Dias Lourenço

Porque a mente é assim mesmo, recordo hoje; agora, a interpelação de um Homem que me perguntou o que lia, minutos depois de se sentar no mesmo banco, ao qual respondi: "-estatística". Depois começou a conversa (Estavamos na "Soeiro", à espera de camaradas para a Festa!).

segunda-feira, agosto 06, 2012

Claro

como muitos outros marcadores de conducta, também o medo pode levar ao onanísmo e, por consequência, ao ostracismo. Continuando com a conducta: Tal como se "afirmou" num paradigma proposto por mim numa das oportunidades que tivemos os alunos de neurociência, reiterou agora, um estudo norte-americano elaborado por uma equipa de investigadores da UCLA, que, sujeitos de procedencia distinta mas (e por tal se perde o foco nomotético) da mesma universidade ou relacionados com a mesma, depois de provarem a mesma Ostra em dois momentos distintos e num deles com um componente ambiental como a música, atribuem melhores características à segunda metade (ambientada), sem saberem que são o mesmo exemplar. Nessa linha, suscita-se uma comparação em princípio pouco relacionada, perguntar a uma prostituta russa quantas familiares antepassados se dedicaram a essa vida. A circunscrição ou delimitação e validez de experiências desenvolvidas por psicólogos aplicados costuma ter determinado objectivo: Vender-se melhor. Assim, como Pavlov nos mostrou, somos animais dotados de sentidos que nem sempre controlamos. Darwin: Evoluir é natural.

quinta-feira, agosto 02, 2012

Ostracizante, a conducta do ambicioso da marisma dos medíocres

agora mesmo, volta


Mijam, uns mais iguais e outros mais diferentes

Ser diferente é como ser igual

Igual não é ser diferente.



Andar, andar, andar

Parar, parar, parar



Continua a uivar

e berra, berra, berra!



Nem para pássaros, cantores

fêmeas, cantoras

e nem aos pardais me chego.



Berra...

segunda-feira, julho 23, 2012

O Joker

Neste pseudo-ensaio à luz do maçarico, companheiro em certa medida do assassino de Denver, escrevia sobre personagens cómic. Soube que dito perturbado, aparentemente elemento essencial do seu mapa esquizóide, tingiu o cabelo de modo a emular um dos vilões da saga batman, e, procurando a estreia do último lançamento em filme, projectar-se numa realidade que provavelmente considerou limitada ou com capacidade de o fazer.

A música é outra coisa.

sábado, julho 21, 2012

Cães de palha!

Depois de alvitrar "sugestões" como o postergar da idade da reforma para além dos 67, esta organização mafiosa, a OCDE, vem agora colocar como cacetada fundamental a obrigatoriedade da subscrição privada de um PPR*, com arsénico nas devidas proporções, para...


*- Elemento central do "Golpe"

sexta-feira, julho 20, 2012

O fusível

Depois de meses com um braço útil apenas, hoje, finalmente, o especialista considerou que poderei começar a movimentar os meus outros 50%.

Curiosamente, depois de incorporada a decisão de derivar a vontade, foi o baixo o primeiro instrumento ao qual me atirei depois de abraçar os meus filhos (ainda que o Mário a 650km). Porém, como quase sempre, apareceu um contra-tempo pouco previsível, o fusível.


É este, tal e como o vejo... mal

domingo, julho 15, 2012

Associativismo

Depois de superados pelo colectivo os escolhos burocráticos, desde a passada semana existe, com delegações na Galiza, Andaluzia, Catalunya e Madrid, uma nova associação:

sexta-feira, julho 13, 2012

Curiosidade...

... pode ser querer saber quantos trabalhadores serão despedidos, directa e indirectamente, se avançar a "fusão"; eliminação de freguesias?

quinta-feira, julho 12, 2012

Antes que o apaguem (como tempos atrás)

Sem esquecer os incêndios subterrâneos no parque ou reserva de "Doñana", devido ao cultivo exaustivo e tecnicamente inadequado na sua periferia:

quarta-feira, julho 04, 2012

quinta-feira, junho 21, 2012

O jogo

já não falta nada
 p'ro jogo.
Deus queira que a gente ganhe
(rezo por isso).


Semsol

quarta-feira, junho 20, 2012

A propósito da alteração do cabeçalho

"A arte não é um espelho para reflectir o mundo, mas um martelo para forjá-lo."

Vladimir Maiakovski

quarta-feira, junho 13, 2012

7 anos

Entre 97 e 2008 fui ver
como funcionava a banca. Inefável

segunda-feira, junho 11, 2012

Éramos quatro, ainda num comboio, cantando, no caminho das empresas que nos foram buscar à escola para de nós se servirem como maquinistas cegos, putos. Jamais pensara que o mundo pudesse comportar tantas realidades quanto as que conheci nos 4 anos seguintes. Esta canção ajudou a indexar esse momento:

domingo, junho 10, 2012

Saudades?

Entretanto, o capataz tirara do bolso o relógio e, depois de ver as horas, deu três apitos de sinal para o almoço. Os cabouqueiros saltaram das banquetas, como rebanho tangido, correram para o telheiro do minério, junto do qual as mulheres abriram cabazes e cestas. Ecoaram gritos de regozijo:
- Que cheirinho!
- Ena! Hoje calha-me pitéu de carne.
- Também a mim. Já era tempo de tirar a barriga de misérias - exclamou Chico Moleiro, a quem a leira e o moinho não deixaram saudades.

Excerto de "Engrenagem", Soeiro Pereira Gomes

segunda-feira, junho 04, 2012

transformando-me

Bom... não pensava escrever a confirmação da decisão mas, e como espero que o blogspot continue a servir dentro de quinze anos, terminarei psicobiologia este ano (se em Setembro puder mexer o braço direito), não coincidindo os exames com a Festa aproveitarei ainda estes créditos que me proporcionam as cadeiras que considero suficientes para a minha formação e, conservatório com ele! Não devo ir só...

terça-feira, maio 22, 2012

sábado, maio 12, 2012

Hoje

Bernardo Sasseti


Como nesta festa, há 41 anos estávamos seguramente em berços vizinhos.

quinta-feira, maio 10, 2012

quarta-feira, maio 09, 2012

Idolatrias

Depois de reflectir sobre a questão, com a inestimável colaboração de alguns e algumas amig@s, inquieta-nos concluir que o objectivo central do actual governo, em linha com a estratégia encetada já pelo PS, é despedir todos os professores de português no estrangeiro. Como:

 A imposição inconstitucional, pelo PSD/CDS, de propinas aos filhos de portugueses emigrados, sobretudo em países nos quais se ensina “portugués” como licenciatura, idioma optativo ou actividade extra-escolar de modo gratuito, deixa sem função todos os professores de português na diáspora.

 Não obstante, esta exibição de virtuosa usurpação dos direitos dos portugueses, atira as crianças para o limbo da massificação desde a diferença, coloca na sua mão a possibilidade de se tornar proprietário da especificidade; qualidade e abrangência da comunicação da sua família com o entorno ou da percepção ajustada deste. O ensino do português como língua materna revela-se essencial para o reforço de base da célula familiar, mas, de maneira superlativa, justamente, no momento de adquisição de dados, aprendizagem, composição de processos heurísticos.
Quer isto dizer: O troquelado parental pode ser danificado, impedido, distorcido; esta situação dificulta a coesão estrutural na e da formação.

O trespasse da responsabilidade que nesta área deve (segundo a constituição) ter o Estado foi levado a cabo pelo anterior governo, é certo, transferindo a competência para o “Instituto Camões”, algo que, hoje, deriva numa porta aberta para que cada vez mais os portugueses na diáspora percam a sua identificação e por conseguinte, que a afirmação da sua personalidade num meio hostil se debilite em bastantes ocasiões.  

Sem que o ensino do português como língua materna se salvaguarde, provavelmente sejamos o maior aviário de mão-de-obra barata e muda, aqui mesmo, nesta europa de periferias, neste mundo de idolatrias.

Leituras

... já na Guiné-Bissau, depois da Gâmbia, Senegal ou Costa do Marfim, era recorrente o uso das mesmas (únicas) cassetes que levei na bagagem, continuava a ouvir isto. Curiosamente, deixei de ler jornais diários. Um conhecido aforismo diz que, se os axiomas geométricos contrariassem os interesses dos homens, seguramente haveria quem os refutasse. As teorias das ciências naturais, que contrariavam os velhos prejulgamentos da teologia, provocaram e provocam, até hoje em dia, a luta mais raivosa. Nada tem de extraordinário, portanto, que a doutrina de Marx que serve diretamente à educação e à organização da classe de vanguarda da sociedade moderna, que indica as tarefas desta classe e demonstra a inevitável substituição – em virtude do desenvolvimento econômico – do regime atual por uma nova ordem; não é de estranhar que esta doutrina tenha lutado cada passo dado ao longo da história. clica para continuar

terça-feira, abril 24, 2012

domingo, abril 15, 2012

Queja


“En España no nos podemos quejar”



Somos capaces de dios

No podemos quejarnos



El frío alumbra las calles soleadas

Llenas del vacío de voluntad que quieres



Reino de deformes belicismos



1977, los suicidas conquistan las tumbas

Las fosas comunes



Siguen muriendo niños

Dios

Indicó el camino



No se puede ser mejor

Que un español


En España, no nos podemos quejar


Mitchourine

quarta-feira, abril 11, 2012

Concepto Revolución

Revolución
Es sentido del momento histórico;
es cambiar todo
lo que debe ser cambiado;
es igualdad y libertad plenas;
es ser tratado y tratar a los demás
como seres humanos;
es emanciparnos por nosotros mismos
y con nuestros propios esfuerzos;
es desafiar poderosas fuerzas dominantes
dentro y fuera
del ámbito social y nacional;
es defender valores en los que se cree
al precio de cualquier sacrificio;
es modestia, desinterés,
altruismo, solidaridad y heroísmo;
es luchar con audacia,
inteligencia y realismo;
es no mentir jamás
ni violar principios éticos;
es convicción profunda
de que no existe fuerza en el mundo
capaz de aplastar
la fuerza de la verdad y las ideas.
Revolución es unidad, es independencia,
es luchar por nuestros sueños de justicia
para Cuba y para el mundo,
que es la base de nuestro patriotismo,
nuestro socialismo
y nuestro internacionalismo.
Fidel Castro Ruz (1ro de mayo del 2000)

segunda-feira, abril 09, 2012

terça-feira, abril 03, 2012

O artista

Tainha, petroleada, manjar de Domingo
Preservativos, hoje menos...
. curioso capricho de Vénus

Os putos não andam ao banho?


Ah, um artista, hum...

“-É o candidato!”

-Mais um verme!


“-é, mas há-de sair na televisão.”

quarta-feira, março 21, 2012

segunda-feira, março 12, 2012

Bispo de Beja

não eram os índios politeístas?

Democracia real já

Quando na praça "Sol" se manifestaram, acampando também, "democracia real já", escrevi aqui que se tratava posivelmente de mais uma manobra de manipulação por parte da direita, evitando revelar fontes e/ou os elementos que, promotores de dito evento, desenvolviam tarefas em meios de comunicação, universidades e companhias de comunicação. Espero que a visita ao elo mais abaixo resulte reveladora: Aqui

sábado, março 10, 2012

Cantar


Ofegante, havia gasto a mais-valia

O leque do chuveiro mentia, pequeno



Dependente, lá ia, qual padeiro

(Vêem-se papo-secos verdadeiramente virtuosos)



Um rádio marca e entoa,

O lugar

Os lugares



Seja pão, pão!

Que eu também canto.



Mitchourine

quinta-feira, março 01, 2012

Outro olhar


Não pretendendo seguir uma decisão que, de momento e pela sua própria importância, o Partido no qual milito não adoptou (ainda que não por tal), quero escrever sobre a minha visão relativa à adopção de crianças por casais, uniões, amantes do mesmo sexo.

Partindo do princípio de que não assumo qualquer sesgo homófobo, coloco desde logo a criança como elemento fundamental desta discussão.
Sabemos que, além da declaração universal dos direitos humanos existe a declaração universal dos direitos da criança, creio que desde 1989. Nesse sentido, em ordem a que estes (direitos) prevaleçam sobre qualquer liberdade adulta, encontro fundamental alterar a forma de outorgar valor segundo a capacidade económica ou influência em certos ou determinados grupos daqueles que acreditam que dessa maneira podem espezinhar quem não forme parte desse endogrupo.

As crianças adoptadas por dois indivíduos do mesmo sexo estarão expostas a um modelo que não guarda qualquer possibilidade de resultar viável para a evolução ou manutenção da espécie, espécie da qual o menor faz parte e que, tal e como codificado no seu ADN, se reproduz com a união de ambos sexos. Seguindo esta linha, no caso de que a criança seja troquelada ou adquira uma impronta que contrarie cognitivamente a sua natureza, o que acontece essencialmente até aos oito anos, poderá este tipo de condicionamento infligir uma neurose que, manifesta na idade adulta resultará num comportamento socialmente desequilibrado ainda que pouco ou dificilmente apreciável.

Assim, concluo que a imposição da vontade de qualquer adulto sobre um menor, motivada sobretudo pelo hedonismo, ainda que alguns confundam ou queiram confundir a vontade com a necessidade, e geralmente devido à incapacidade ou negação de quem não tem a necessária consciência de si, não deve de forma alguma ser apoiada, antes rejeitada. A falta de coerência entre a conduta social e aquela que, como a fome, a sede ou o sono, são fisiologicamente intrínsecas ao Homem, não deve constituir uma condenação daqueles que, inocentes, estão nas mãos dos cada dia mais reduzidos serviços sociais do Estado.  
 

Em suma: Não à adopção de menores por casais do mesmo sexo, sim à inclusão do conteúdo da declaração universal dos direitos da criança no suposto legal português!

Resposta?

Pergunta?

quarta-feira, fevereiro 29, 2012

terça-feira, fevereiro 28, 2012

sábado, fevereiro 25, 2012

sexta-feira, fevereiro 24, 2012

quinta-feira, fevereiro 23, 2012

quarta-feira, fevereiro 22, 2012

Petição pública

Com 17, a meio caminho entre Praia e Freetown, deitado sobre as redes que se amontoavam no tombadilho, escutava esta canção, apontada a vista para o mais iluminado por cima de mim. "-Realmente!", exclamei, e, Portugal com ele. Ainda se houve, por aí.

Sabendo que tudo não é o necessário, vai mais um passo: Apoiar esta esta petição pública

quinta-feira, fevereiro 16, 2012

domingo, fevereiro 12, 2012

Verão

E o ar, duro, estéril,
As brasas ardendo
E uma janela, que mostrando os dentes avisava.

Era inverno
A neve, pálida, deixava o sol fecundá-la
A vida estava ali

Nomes e nomes, apenas nomes
Rochas,
ilusões,
sonhos e necessidades

E o braseiro
autofágico


Mitchourine

domingo, fevereiro 05, 2012

terça-feira, janeiro 31, 2012

Na mira +

"Portugal está en el punto de mira. La rentabilidad exigida en el secundario a la deuda portuguesa hace inviable que el país luso pueda financiarse en el mercado secundario. El rendimiento superó ayer el 20% en todos los vencimientos de uno a ocho años y alcanzó el 17,4% en el bono a 10 años."

in, 5días

sexta-feira, janeiro 27, 2012

Post

Espero que o nosso camarada Fernando Samuel, rápido, volte aos seus afazeres blogosféricos.

Não é habitual ver ou agradecer, menos na virtualidade deste meio, mas, ainda que aqui não se esgotem os motivos; porque me ajuda, ajudou, abrir a pestana para, por exemplo: as profudenzas do neo-realismo. Espero que volte em breve.

Força amigo.

Um abraço!

quarta-feira, janeiro 18, 2012

2.500.000

2.500.000 em "ajudas" à misericórdia
2.500.000 no mercado, hoje
Qual será o juro da externalização do nome do responsável de grande parte da execução das garantias constitucionais das que o governo se alheia, como que por arte de magia, aproveitando as "sinergias" para eliminar e distanciar serviços sem os quais a política social desta corja só se coloca como executora ou carrasca daqueles que depois de exprimidos até ao osso não resultam dignos de viver?


Parece este um país falido.

Aqui por España, de forma identica ao "estilado" pelos sionistas que na Palestina ocupada esmifram a etíopes a pouca vida que entregam para continuar a ver o sol ao dia seguinte, os alemães reiteram o seu despotismo neste Estado, reino de núa realeza, adquirindo directamente do productor o tutano; a medúla óssea, e comercializando-a no âmbito internacional, sem vat, por preços próximos aos €14.000. Esta vergonha não está, que se saiba, relacionada com o assassinato de crianças pelo mundo fora para tráfico de orgãos. Porém, o mesmo não afirmo com relação aos motivos.


.. ah, e "devolve", também, 15 hospitais (pack promoção) a esta instituição. Nós pagamos, à pala de alguns de vós.

segunda-feira, janeiro 16, 2012

sexta-feira, janeiro 06, 2012

quinta-feira, janeiro 05, 2012