segunda-feira, julho 25, 2011

Dias assim



Cumprem-se cinquenta anos do crime fascista que decepou a criatividade de José Dias Coelho, com um bala cobarde, amedrontados.
Há cinquenta anos, a esta hora lutavam Homens, pelo Homem, para o Homem, novos.


2 comentários:

Fernando Samuel disse...

O crime foi em 19 de Dezembro de 1961 - mas nunca é cedo para homenagear a memória do Zé Dias Coelho.

Um abraço.

CRN disse...

Fernando,

O crime, sabemos, foi a 19 de Dezembro, mas, repete-se todos os dias desde esse dia. Lembrei-me porque deve ser lembrado, sempre, mas também porque passei em Pinhel e trouxe o Dias Coelho à conversa até Madrid. De entre outras questões, tentando valorar qual a influência que a placa que assinala o local do assassinato tem hoje na minha personalidade, uma vez que passava por ela quase todos os dias quando puto.
Espero poder voltar à conversa na Festa do Avante.

Um abraço.