segunda-feira, julho 14, 2008

Continuando na diáspora..


Licenciou-se em Física na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e, devido à dificuldade de fazer cosmologia em Portugal, mudou-se para Cambridge, em Inglaterra. Assegurou uma bolsa do Trinity College para fazer o mestrado e o doutoramento em Cambridge, onde acabou por permanecer como investigador mas desta feita no St. John's College. Desenvolveu trabalho de investigação no St. John College, na Universidade de Cambridge.
João Magueijo leu Einstein pela primeira vez aos 11 anos e é autor de uma teoria que veio questionar a permissa mais básica por trás da Teoria da Relatividade de Einstein: a de que a velocidade da luz no vácuo é sempre constante.
Ousou pôr em causa um dos pilares da Física moderna, ao afirmar que a velocidade da luz nem sempre foi constante, questionando um dos pressupostos da Teoria da Relatividade formulada por Albert Einstein, precisamente o postulado de que a velocidade da luz é imutável.
Presentemente lecciona Física Teórica no Imperial College de Londres.
Defende o João:






??????????????????????????????????????????????????????????????????

8 comentários:

Ana Camarra disse...

CRN

Fascinante, que grande carola, não tenho tempo para ver todos os videos agora mas voltarei com toda a certeza.
Este dá me orgulho de ser portuguesa, pois está lá fora....

beijo

CRN disse...

Olá Ana,
A ver se deixam de contar anedotas de Alentejanos!

Cumprimentos.

CRN disse...

De todas as formas, no último video resume o essencial.

Cumprimentos.

SENSEI disse...

E assim Portugal se vai esvaziando de tantos João Magueijo que tanta falta nos fazem, mas é por um bem maior, o CONHECIMENTO e a sua utilidade para uma melhor humanidade.

Grande é o povo que se ri de si mesmo, aqueles que não têm essa capacidade, apenas procuram esconder a falta desta!

90% Das anedotas sobre alentejanos, foram-me contadas pelos próprios e com um orgulho como poucos.
Para mim e sem desprestígio para os demais, são uma gente admirável.

CRN disse...

Olá Sensei,
Não me refiro às anedotas nesse contexto, depois, o motivo pelo qual os Alentejanos contam piadas sobre eles, daría lugar à ponderação.
A questão é o despotismo do resto do país, hoje mais esbatido, com relação a portugueses de qualquer zona, mais quando estes foram explorados da forma como o foram os Alentejanos, que a pesar dessas vicissitudes não se vêm impedidos de aportar à sociedade valores como o citado.

Cumprimentos.

Shana disse...

I have no idea what anything on this page says, but thanks so much for linking to my blog. Have a great day.

poesianopopular disse...

Não sei inglês, mas sei que no tempo Salazarento, qualquer inventor ou alguem mais capacitado, ficava (debixo do olho)da PIDE-DGS como,se, de um criminoso se tratasse, hoje outros valores se levantão, o ensino universitário está cheio de gente do antigamente, que não admite que um jovem ponha em causa a sua (deles) sabedoria, estou a lembrar-me de Galileu Galilei, ainda ontem no prós e prós, apareceu um do antigamente não sei se te recordas de o ouvir como comentarista, de politica internacional, um tal Artur Anselmo, que agora é professor universitário:-o 25 de Abril foi mágnanimo para todos estes travestis politicos.
ó pá, desculpa se sai do âmbito do post.
Abraço

CRN disse...

Olá Poesia,
Agora é o capital queleva os valores para onde mais lhe convem.

Cumprimentos.