domingo, junho 14, 2009

Celebrar a vida sem reconhecer a morte.



A revolução é hoje!

4 comentários:

Ana Camarra disse...

CRN

Se fosse vivo era um velho jovem do lado certo da luta, onde sempre esteve!

beijos

CRN disse...

Ana,

Não foste tu que me disseste que os poetas nunca morrem?


A revolução é hoje!

Ana Camarra disse...

Fui, sim senhor!

CRN disse...

Ana,

Aqui tens um exemplo.


A revolução é hoje!