segunda-feira, agosto 18, 2008

O individualismo por Salgado..

2 comentários:

Ana Camarra disse...

CRN

“Vi as mesmas ilhas de riqueza em mares de pobreza”

De facto a riqueza/pobreza é universal, Jorge Amado dizia “Todo o pobre é negro, mesmo que seja branco”

Estas fotos são fantasticamente belas….e horríveis.

A captação do ser humano reduzido pelo seu semelhante a sua forma mais baixa, ainda assim muito dignidade….

Ninguém pode sair igual de um exposição de Sebastião Salgado…só um cego.

O que me ocorre, só muda na geografia, o ex-padre bem a pode cantar outra vez.

“Cantata da Paz

Vemos, ouvimos e lemos
Não podemos ignorar

Vemos, ouvimos e lemos
Não podemos ignorar

Vemos, ouvimos e lemos
Relatórios da fome
O caminho da injustiça
A linguagem do terror

A bomba de Hiroshima
Vergonha de nós todos
Reduziu a cinzas
A carne das crianças

DÁfrica e Vietname
Sobe a lamentação
Dos povos destruídos
Dos povos destroçados

Nada pode apagar
O concerto dos gritos
O nosso tempo é
Pecado organizado.”

Sophia de Mello Breyner Andresen
Beijos

CRN disse...

Olá Ana,
Crime organizado, mafia instituida, há que beber muita água para continuar a luta.

Cumprimentos.