quinta-feira, agosto 28, 2008

Objectivo? Repressão!

Portugal Diário - Ruben de Carvalho, do comité central do PCP, acredita que a lei do financiamento dos partidos «é uma tentativa de estrangulamento» da Festa do Avante, informa a Lusa.
«Esta é uma daquelas leis feitas já com um destino», afirmou, a propósito do limite imposto pela nova lei no que respeita à angariação de fundos, durante a conferência de imprensa de apresentação do programa. «[A lei] é uma tentativa de estrangulamento da realização da festa, porque não há mais nenhuma iniciativa deste género», justificou.
No texto de introdução ao programa da Festa do Avante lê-se que «a lei dos partidos e do seu financiamento» está «cirurgicamente apontada ao PCP» e «visa pura e simplesmente a liquidação» do Avante.
PCP garante cumprir a lei
A 32ª edição da Festa do Avante! decorre entre 5 e 7 de Setembro, na Quinta da Atalaia, Seixal.
O povo, livre prefere isto*

DN - Tribunal Constitucional. A existência de leis que o PCP considera terem sido feitas para atingir directamente o partido, nomeadamente a do financiamento, leva os comunistas a recorrer ao Palácio Ratton para evitar uma interpretação legal que aparenta ir contra o bom senso da Soeiro Pereira Gomes
O Tribunal Constitucional "vai dirimir" as divergências de interpretação na lei do financiamento dos partidos políticos que penalizam o PCP, afirmou ontem um dos responsáveis comunistas pela Festa do Avante!.
"Os partidos não devem ter limitações" em matéria de recolha de fundos nos eventos que organizam - e de que a Festa do Avante!, assente no voluntariado dos militantes comunistas, constitui o maior exemplo em Portugal, sublinhou Alexandre Araújo, co-apresentador, com Rúben de Carvalho, do programa do evento com que o PCP marca a rentrée política nos dias 5 a 7 de Setembro (na Quinta da Atalaia, Seixal).
Em causa está a interpretação do que são receitas financeiras dos partidos: apenas o que se recebe ou, como sustenta o PCP, o resultado da diferença entre receitas e despesas. Rúben de Carvalho recorreu a um exemplo comum: "Se vier à festa e comprar uma cerveja paga 'x'. Nós defendemos que a receita é o 'x' menos o 'y' que nós pagamos à marca que vende a cerveja". Como "há outra versão que diz que a nossa receita é apenas o 'x'", Alexandre Araújoconcluiu que "o Tribunal Constitucional vai dirimir" essa diferença de interpretações.
"No resultado líquido nós cumprimos a lei", garantiram os responsáveis do PCP, pois a sua contabilidade coloca-os abaixo do limite de 1500 salários mínimos mensais - cerca de 600 mil euros - definidos pela lei do financiamento dos partidos (aprovada em 2005).
No editorial que acompanha o programa da Festa, entregue aos jornalistas, o PCP explica que a Festa do Avante! continua a ser um alvo a abater por parte dos inimigos políticos - já não à bomba, como há três décadas, mas com instrumentos legais como as leis dos partidos e do seu financiamento. "Trata-se, nos dois casos, de leis que só existem... porque existe o PCP e existe a Festa do Avante!", com a segunda a "visar pura e simplesmente a liquidação" da festa.
FARC
Temas como o Código do Trabalho, o desemprego, a paralisação da economia nacional e os riscos de uma "recessão real", a falta de saídas que o Governo revela para lidar com o esse problema ou "a subserviência à preocupação doentia com o défice" devem dominar o discurso com que o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, vai encerrar a Festa do Avante!, admitiu Rúben de Carvalho, também membro da direcção do partido.
O que não pode nem deve marcar esse evento, como sucedeu no passado, é a presença dos representantes do PC colombiano - considerado por alguns sectores como o braço político das FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) -, enfatizaram os dirigentes comunistas. Isso "não é verdade", declarou Rúben de Carvalho. "O PC da Colômbia é um partido legal, com deputados eleitos, com senadores eleitos", enquanto as FARC "são uma força de guerrilha" e clandestina, cuja qualificação (pelos EUA e pela UE) como organização terrorista "não é subscrita" pelo PCP. Mais, segundo assinalou uma outra fonte ao DN, até o Governo francês decidiu há dias condecorar o dirigente comunista colombiano Carlos Lozano como Cavaleiro da Legião de Honra (a mais alta condecoração da República Francesa).
Sobre a vertente cultural - música, teatro, exposições, livros, desporto, - de uma festa dirigida a "vários tipos de público", Rúben de Carvalho destacou a primeira gala de ópera que se realiza logo no primeiro dia e que recupera as "grandes tradições de gosto popular" pela música erudita em Portugal. Com bilhetes cujo preço varia entre os 18,50 (compra antecipada) e os 27 euros (nos dias do evento), a Festa oferece ainda o espectáculo de um grupo de gospel, formado inteiramente por imigrantes lusófonos radicados em Portugal, ou o de um jovem de 15 anos que já é considerado como a revelação do blues britânico.
O sonho dos vampiros, é isto*

(Video do Xatoo, link na barra lateral)

8 comentários:

SENSEI disse...

Meu caro CRN
Lamento não ter comentado muito nos teus últimos post, mas tens assuntos que merecem maior cuidado nas análises a serem efectuadas e, em situação de "vacances" fico meio preguiçoso, mas neste, as coisas complicam-se.
O actual governo de denominação socialista mas de acções puramente claras de extrema-direita, fascista e manipuladora, com laivos de irresponsabilidade grave, procura um bode expiatório que sem quaisquer dúvidas é o PCP.
A Festa do Avante, está-lhes atravessada como uma espinha de bacalhau, nas suas gargantas de gárgula, enquanto ELES têm o apoio do capital português, o PCP tem apenas o apoio de gentes de trabalho e de muito boa vontade.
Esses energúmenos não respeitarão nada e encetarão todas as medidas ao seu alcance para destruir o PCP e todos os seus eventos e ou iniciativas, tudo serve a estes seres repulsivos e de baixa índole moral, a Festa e a legislação de financiamento dos partidos políticos, as FARC, a eventual especulação imobiliária face ao valor dos terrenos da Atalaia, eu sei lá o que mais esses vermes irão atirar para cima do PCP.
Tal é o seu desespero!

A REVOLUÇÃO É AGORA JÁ E AQUI!

Ouss

CRN disse...

Olá Sensei,
Comenta, quando, como e, sobretudo, se quiseres, a análise dos meus artigos já foi sumarizada por ti em várias ocasiões e no fim deste teu comentário também "a revolução é hoje", essa é a essência do grito que quero traduzir em palavras e pensamentos neste blogue.

A revolução é hoje!

Cumprimentos.

Zorze disse...

A Festa é uma realidade, quer queiram quer não.
Lá nos encontraremos.

Abraço,
Zorze

CRN disse...

Olá Zorze,
Agora já posso afirmar com certeza, lá nos encontraremos! Se passares (algo que gostaria fosse compartido por todos quantos aqui passam) no pavilhão da Emigração, antes da janta, lá estarei, será sempre uma forma de apoiar quem vem de longe, de muito longe, que muito andam para ali chegar.
Já me conheces, assim que, será fácil a identificação.

A revolução é hoje!

Cumprimentos.

Ana Camarra disse...

CRN

A Festa do Avante e a capacidade de mobilização do PCP é um espinho cravado na garganta de muita gente.
De facto só assim se percebe termos sido "corridos" sucessivamente do Jamor, da Ajuda, até que finalmente adquirimos a quinta na Atalaia. O que devia ser sagrado para essa corja, afinal não louvam a propriedade privada mais que tudo?
enfim, mas a nossa Festa faz-se, daremos a volta a mais esta investida, afinal é nossa especialidade, não é? Sermos tenazes...
Quando sabemos que temos a força da razão...

Beijocas

CRN disse...

Olá Ana,
Sempre, a festa sempre, a única possibilidade de nos sentirmos humanos, de nos livrarmos da subjugação na qual vive a maioria do nosso povo, a festa faz-se e com um apoio internacional incrivel.

A revolução é hoje!

Cumprimentos.

Pata Negra disse...

Eu lembro-me da APU ter de mudar de nome para CDU, eu lembro-me dos favos ter de ser substituídos, eu lembro-me duma democracia que mete o bedelho nos métodos de votação internos de um partido, eu acredito que nesta medida a única coisa que está em causa é o incómodo da Festa do Avante!
E que tal se o fossem financiados pelos mesmos Belmiros, Balsemãos e Amorins que pagam os outdoors dos partidos sem militantes? E que tal se recorressem a idosos de Carrazeda de Ansiães para encherem a Festa do Avante?
Um abraço solidário! A mim não me enganam nem nunca me enganaram!

CRN disse...

Olá pata negra,
Se fossem finaciados pela corja deixariam de ter o meu apoio e penso que o de todos os comunistas portugueses.

Cumprimentos.